Por que é necessário um carro 4×4 para a expedição?

O veículo 4×4 é necessário para transitar nas vias do Jalapão, em virtude do terreno ser acidentado e, existir bancos de areias, em especial nos quilômetros que antecedem os atrativos, então é impossível circular com veículos sem tração nas quatro rodas.
O veículo além de ser traçado, precisa, também de uma manutenção em ordem, diária, pois cada viagem exige do veículo essa reparação e, entrar no terreno como o do Jalapão sem esses cuidados, é implorar por problemas.
Não são raros os casos de turistas que ficam atolados nas estradas arenosas do Jalapão. Na estação seca, de maio a outubro, a areia fica ainda mais fofa e rodar por aqui é uma aventura até mesmo com carros tracionados. Na época das chuvas, muitas estradas acabam danificadas e isso pode ser mais uma dificuldade para você vencer.

Existem locadoras em Palmas que se recusam a alugar veículos para turistas que têm como destino o Jalapão. A justificativa é que, em caso de pane ou de acidentes, o guincho do seguro não chega até o local, além do risco de danificar o veículo seja pelo terreno difícil ou por imperícia do motorista.
As estradas do Jalapão, são difíceis, , pois o cerrado de solo arenoso,  o deslocamento tem que ser feito necessariamente  em veículos com tração nas quatro rodas e, ainda, assim,    mesmo com um motorista experiente e, em carros apropriados (4×4), as chances são grandes de ficar atolado nas estradas de areia da região, ou seja, é tarefa para profissionais.
Não existem vias pavimentadas para o Jalapão, após Ponte Alta do Tocantins,  todas as vias, sem exceção, são de terra ou areia. Durante o período da seca, de maio a setembro, as estradas são ainda mais desafiadoras pois nessa época em virtude da areia seca, e, consequentemente, mais fofa, as chances de atolar o veículo são ainda maiores.
Portanto, o Jalapão é Bruto!!!,  e, o  veículo 4×4 é altamente recomendável.

  • RESPONSABILIDADE
  • SEGURANÇA
  • COMPROMETIMENTO
  • CREDIBILIDADE
  • RESPEITO AO MEIO AMBIENTE
  • ORGANIZAÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco